Memorial

MEMORIAL
Meu nome é Lidiomar Aparecida Alves, mas prefiro que me chamem de Lí¬dia, nasci no estado de Minas Gerais em um pequeno vilarejo chamado de Pedra corrida, pertencente na época ao município de Açucena e hoje é distrito do municí¬pio de Periquito, tenho trinta e quatro anos e resido em Periquito.
Não tenho computador em casa, mas disponho de um endereço eletrônico que no momento é lidinhaperi@hotmail.com, moro na Rua Bahia n°. 305, meu tele¬fone é (33) 9922 3286. Iniciei meus estudos em Periquito, mas passei por várias es¬colas, formei-me no curso de Magistério na Escola Professor Joaquim Pedro Nasci¬mento em 1998. Depois de alguns anos Ingressei no Curso de Letras na Universida¬de do Vale do Rio Doce - UNIVALE- na cidade de Governador Valadares. Ainda não possuo Pós-graduação, mas pretendo em breve poder investir nesta área. Tive opor¬tunidades de participar de alguns cursos que aprimoraram meus conhecimentos, tais como: Capacitação de Docentes, ministrado por SMEEL-FNDE/MEC com carga ho¬rária de 80 horas; Curso de Capacitação de Professores Mediadores de Leitura, mi¬nistrado por Maria Lúcia Castro Falcão com carga horária de 120 horas; Educação Patrimonial Encontro de Multiplicadores, ministrado por Christina Costa Correa com carga horária de 5 horas.
Hoje com cinco anos de magistério, ainda não tive oportunidade de traba¬lhar em outras escolas. Estou atuando como professora da 3° ano das séries iniciais do ensino fundamental e com as turmas de 8° e 9° anos na Escola Municipal Wal¬demiro Barrel.
A primeira vez que entrei em uma sala de aula como professora, foi em uma turma de 1 a série, foi chocante, pois nunca havia ministrado aula, fiquei atemorizada, as crianças olhavam para mim esperando alguma coisa e eu olhando para elas e pensando o que elas achavam de mim, foi muito engraçado esta experiência e tam¬bém muito marcante. No ano seguinte passei a trabalhar com a Educação Infantil que tem um lugar especial em meu coração, poder atuar com crianças de quatro anos foi muito gratificante e serviu de ajuda, mas a Língua Portuguesa falou mais alto em meu coração quando comecei a ministrar aulas para alunos das séries finais do ensino fundamental, foi quando prestei vestibular e ingressei no curso de Letras. Hoje me sinto feliz por estar no lugar que escolhi, sinto-me preparada para trabalhar da forma que a língua portuguesa exige, tendo a ciência de que sempre precisamos renovar nossos conhecimentos para melhor aprendizado de nossos educandos.
Apesar de não ter muita experiência na área da educação tenho certeza de estar no lugar certo, pois gosto muito do que faço. Procuro sempre estar inovando e o curso do Gestar II esta sendo ótimo em ralação a ampliar os meus conhecimentos e ajudar meus discentes a construir o deles. Minha expectativa é que os próximos encontros sejam tão bons quanto o primeiro e que não fique restrito somente a este curso, que possamos ter acesso oportunidades tão valiosas e proveitosas para pro¬fessores e alunos.
Esses cursos servem para que o professor dedique algumas horas do seu tempo para estudar e estar preparado para formar cidadãos críticos. Atualmente to¬do momento é válido para o estudo sempre que tenho horas livres procuro dedica-Ias ao estudo, não tenho dificuldades nestes aspectos, pois gosto de leitura e leio por prazer e quando possível faço questão de dividir com meus colegas professores a respeito das novidades dentro da área de línguas.
Apesar das dificuldades no primeiro momento de participação no curso, hoje não vejo obstáculos em participar do mesmo, pois as dificuldades foram sanadas. É sempre bom renovar nossas metas de ensino e essa renovação deve ser constante, por isso como educadora espero estar sempre em atividade buscando melhorar meus métodos e práticas pedagógicas.
Por fim espero que o Gestar II em sua amplitude de conhecimentos nos for¬neça base para fazermos um bom trabalho e crescer profissional e pessoalmente. Fico lisonjeada em adquirir conhecimentos que serão guardados no lugar onde não poderão ser tirados.

Cronograma 1º Semestre

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DO GESTAR II – LÍNGUA PORTUGUESA
PROFESSORA FORMADORA: LIDIOMAR APARECIDA ALVES – PERIQUITO
DATA CRONOGRAMA DE ATIVIDADES OFICINAS DO FORMADOR OFICINA/AVANÇANDO NA PRÁTICA/CURSISTA HORÁRIO DAS OFICINAS
C.H.
03/04/2009 Apresentação do livro. __ __ 13:30 5H

16/04/2009
Unidades 9 e 10
Sistematização gênero/oficina 5 Desenvolver o avançando referente às unidades 9 e 10.
18:00 5H

30/04/2009
Unidades 11, 12 e 13
Intertextualidade/ oficina 6 • Desenvolver o avançando referente às unidades 11,12 e 13.
• Trazer uma oficina desenvolvida pelo cursista para discussão em sala de aula. 18:00 5H

14/05/2009
Unidades 13 e 14. • Leitura, escrita e cultura.
• O processo da leitura – oficina 07. • Desenvolver o avançando referente às unidades 13 e 14.
• Trazer uma oficina desenvolvida pelo cursista para discussão em sala de aula. 18:00 5H

28/05/2009
Unidades 15 e 16. • Mergulho no texto;
• A produção textual – crenças, teorias e fazeres / oficina 08. • Desenvolver o avançando referente às unidades 15 e 16.
• Trazer uma oficina desenvolvida pelo cursista para discussão em sala de aula. 18:00 5H

18/06/2009
Unidades 17 e 18. • Estilística;
• Coerência textual / oficina 09. • Desenvolver o avançando referente às unidades 17 e 18.
• Trazer uma oficina desenvolvida pelo cursista para discussão em sala de aula. 18:00 5H


02/07/2009

Unidades 19 e 20. • Coesão textual;
• Relações lógicas do texto / oficina 10 • Desenvolver o avançando referente às unidades 19 e 20.
• Trazer uma oficina desenvolvida pelo cursista para discussão em sala de aula. 18:00 5H

16/07/2009
Revisão dos TPs estudados. Filme: Narradores de Javé.

Oficinas
___ 18:00 5H
Observações: *Ler o ampliando nossas referências para auxiliar na lição de casa.
* Ler as leituras sugeridas (bibliografia).
* Ler as correções das atividades.
*Lembrar que o cursista, além das 40 horas descritas acima, deverá cumprir o total de 60 horas de estudo em casa das unidades. estudadas nas oficinas.

Cronograma 2º Semestre

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DO GESTAR II – LÍNGUA PORTUGUESA
PROFESSORA FORMADORA: LIDIOMAR APARECIDA ALVES – PERIQUITO
DATA CRONOGRAMA DE ATIVIDADES OFICINAS DO FORMADOR OFICINA/AVANÇANDO NA PRÁTICA/CURSISTA HORÁRIO DAS OFICINAS
C.H.
17/09/2009 Unidades 1 e 2 Unidade 1:
o Variantes lingüísticas: dialetos e registros.
o As interrelações entre língua e cultura.
o Os dialetos do português.
o Os registros do português.
Unidade 2:
o Variantes lingüísticas: desfa-zendo equívocos.
o A norma culta.
o O texto literário.
o Modalidades da língua. Desenvolver os avançandos referen-tes às unidades 1 e 2. 18:00 5H

24/09/2009
Unidades 3 e 4 Unidade 3:
o O texto como centro das expe-riências no ensino da língua.
o Afinal, o que é texto?
o Por que trabalhar com textos?
o Os pactos da leitura.
Unidade 4:
o A intertextualidade.
o O dialogo entre textos.
o As várias formas da intertextu-alidade.
o O ponto de vista. Desenvolver o avançando referente às unidades 3 e 4.
18:00

5H

01/10/2009
Unidades 5 e 6 Unidade 5:
o Gramática: os seus vários sen-tidos.
o A gramática interna e o ensino produtivo.
o A gramática descritiva e o ensi-no reflexivo.
o A gramática normativa e o en-sino prescritivo.
Unidade 6:
o A frase e sua organização: o que é frase; período e a oração;
o As várias possibilidades de or-ganização da frase e do período. Desenvolver o avançando referente às unidades 5 e 6.
18:00 5H

22/10/2009
Unidades 7 e 8. Unidade 7:
o A arte forma e função;
o Arte e cotidiano.
o Arte classificação e característi-cas.
o As funções da arte.
Unidade 8:
o A linguagem figurada.
o A expressividade da linguagem cotidiana.
o Figuras de linguagem literária;
o Elementos sonoros e sintáticos da expressividade. Desenvolver o avançando referente às unidades 7 e 8.
18:00 5H

05/11/2009
Unidades 21 e 22 (TP6). Unidade 21:
o Argumentação e linguagem.
o A construção da argumentação.
o A tese e seus argumentos.
o Qualidade da argumentação.
Unidade 22:
o Produção textual.
o O planejamento.
o O planejamento: estratégias.
o A escrita. Desenvolver o avançando referente às unidades 21 e 22.
18:00 5H

19/11/2009
Unidades 23 e 24. Unidade 23:
o O processo de produção textu-al: revisão e edição.
o A revisão.
o A revisão e edição.
o Estratégias de revisão e edição.
Unidade 24:
o Literatura para adolescentes.
o Adolescentes, leitura e profes-sores.
o A qualidade literária é primor-dial no livro para adolescentes?
o Existem boas formas de explo-rar a literatura na escola? Desenvolver o avançando referente às unidades 23 e 24.
18:00 5H

03/12/2009
Revisão das TPs
_______
__________ 18:00 5H

10/12/2009
Encerramento do Gestar II.
_____
___ 18:00 5H
Atividades a serem desenvolvidas pelos cursistas:
o Memorial.
o Portfólio contendo os relatórios dos encontros e das oficinas dadas em sala de aula
o A cada encontro um cursista será sorteado para fazer o relatório do encontro e passar para todos os outros.
o Lembrar que o cursista, além das 40 horas descritas acima, deverá cumprir o total de 60 horas de estudo em casa das unidades. estudadas nas oficinas.

Os Cursistas

Os Cursistas
Eliane Fernandes, Edna Maria, Maria Dornellas, Lucinéia Deusete, Edimilsa Ferreira, José Nilson, Mariza Rodrigues, Matilde

1° encontro

RELATÓRIO DO 1° ENCONTRO – TP3

No inicio de abril reunimos os cursistas para nosso primeiro encontro, com a finalidade de trabalharmos o TP3 unidades 9 e 10 que aborda um tema importante para ser trabalhado em sala de aula.
Os cursistas tiveram a oportunidade de trocar experiências e aprender mais sobre a classificação dos gêneros. Trabalhamos as duas unidades e percebemos que já temos uma idéia de gênero textual.
A primeira parte do encontro foi para comentários e sugestões das atividades propostas.
Com o objetivo de identificar diferenças e semelhanças na organização dos textos, eu como formadora, apresentei aos cursistas algumas oficinas que poderiam ser trabalhadas em sala. Tais como:
 Biografia;
 Anúncio;
 Bilhetes;
 Receitas.
Os professores na prática produziram anúncios através de imagens, para melhor aplicação em sala de aula.

REFLEXÃO

Considerando o primeiro encontro como novo, podemos definir como proveitoso, pois o objetivo da oficina foi alcançado e os professores tiveram a oportunidade de refletir sobre o aspecto cultural da linguagem e as práticas sociais que se constroem pelo uso da linguagem.

Gêneros Textuais

2° encontro

RELATÓRIO DO 2º ENCONTRO – TP3
No dia 16/04 iniciamos o segundo encontro trabalhando as unidades 11 e 12 do TP3, onde os professores tiveram a oportunidade de levar e apresentar o trabalho que foi realizado em sala baseado no 1° encontro. Os cursistas relataram a importância do gestar em seus trabalhos, pois além de ser um programa que direciona o professores também os ajuda a planejar aulas práticas.
Logo após apresentei aos cursistas o tema a ser trabalhado: a literatura de cordel. Fizemos uma definição do que seria e em seguida foram sugeridos vários temas a serem desenvolvidos.
Depois de analisados, nos organizamos em grupos e passamos a produção da literatura de cordel.

REFLEXÃO

Sabemos que ensinar é uma atividade complexa, exige tempo e vontade do professor, por isso vale à pena cada momento das oficinas, porque é um desafio inserir esse diferencial para professor e aluno.

3º Encontro

RELATÓRIO DO 3º ENCONTRO – TP4

O terceiro encontro nos possibilitou um aprendizado melhor, pois já estávamos inteirados do assunto. No primeiro momento os cursistas relataram propostas de experiências que foram apresentadas nos avançandos na prática, logo após formamos grupos para avaliação do estudo, realizamos várias oficinas com o intuito de ajudar os cursistas na prática em sala com seus alunos, tais como: músicas, bilhetes, convites, etc. A música “A cor dessa cidade” de Daniela Mercury e o poema “Cidadezinha qualquer” de Carlos Drummond. E dessa análise fizemos uma paródia.

REFLEXÃO

As atividades serviram como bases para desenvolver melhor nossas aulas, e, como recompensa tiveram aulas práticas e elogiadas pelos nossos alunos.

4º Encontro

RELATÓRIO DO 4º ENCONTRO – TP4

Iniciamos a unidade 15 com o intuito de conhecer e aperfeiçoar nosso trabalho em relação às várias funções e formas das perguntas e ajudar o aluno na leitura e na estruturação do texto.
Os cursistas apresentaram as atividades que trabalharam em sala referente ao encontro anterior.
Em seguida apresentei aos cursistas as oficinas, neste primeiro momento definimos o que seria estrutura no texto, logo após passamos os slides sobre as placas que informam os clientes em bares, restaurantes, etc. levamos para a sala em texto embaralhado, onde os próprios professores tiveram que estruturar o texto e organizar a paragrafação. Finalizamos a aula com idéias e um aprendizado a mais para serem colocados em prática.

REFLEXÃO
O encontro serviu para enfatizar e colher informações e para o surgimento de várias possibilidades em sala de aula com nossos alunos.

Cartões postais, marca texto, etc.

RELATÓRIO DO 5ª ENCONTRO - TP5

RELATÓRIO DO 5ª ENCONTRO - TP5

No TP5, são desenvolvidas atividades que tem como tema: estilística, coesão, coerência e as relações lógicas nos textos.
Os professores tiveram a oportunidade de relatar e apresentar as oficinas desenvolvidas no TP4, passado este momento, foram trabalhadas várias atividades com os cursistas baseadas na coerência textual, em que trabalhamos a questão do texto verbal e não verbal, para isso levamos para sala vários desenhos com o objetivo de produzir textos, fizemos um debate sobre a necessidade de trabalhar o estilo no texto e das dificuldades de nossos alunos em produzir textos coesivos e coerentes.
Usamos como objetos de analise textos variados, registramos nossas observações em um papel 40 quilos e montamos um painel com os textos produzidos.

REFLEXÃO

Essa troca de informações é muito importante para que nosso trabalho tenha um bom resultado e descobrimos isso ao trabalharmos em grupos e através de depoimentos dos cursistas.

Paródias e história em quadrinhos

RELATÓRIO DO 6º ENCONTRO – TP5

RELATÓRIO DO 6º ENCONTRO – TP5

Como de costume, dedicamos o primeiro momento do encontro a observações sobre os temas e o desenvolvimento das atividades das unidades anteriores. Os cursistas apresentaram os trabalhos que desenvolveram com seus alunos nos avançando na prática, fizemos comentários e analisamos os pontos negativos e positivos.
Em seguida assistimos ao filme ‘Narradores de Javé’ e debatemos a importância da escrita e a dificuldade do personagem em produzir um texto e da semelhança do filme no cotidiano. Logo após, para finalizarmos, formamos grupos de duas pessoas para produzir frases, fazendo uso do estilo coerência e coesão. Cada dupla devia provocar a atenção e o interesse dos “leitores”, por meio de frases negativas ou positivas, sobre o tema abordado.

REFLEXÃO

Ao final do encontro percebemos o quanto é importante trabalhar com nossos alunos a questão da estrutura textual e o quanto é essencial a construção de um texto coesivo e coerente.

RELATÓRIO DO 7º ENCONTRO – TP1

RELATÓRIO DO 7º ENCONTRO – TP1

Iniciamos o nosso trabalho com as variações lingüísticas, que foi bem amplo, pois tivemos a oportunidade de fazer um intercambio com o nosso projeto, assim começamos o nosso trabalho com o TP1, que nos trouxe um estudo diferente por ele abordar as análises lingüísticas e literárias. Observamos que a gramática, costuma ser rejeitada por alunos e muitos professores, que vêem o estudo da mesma complexo, mas por termos passado por um processo progressivo com as atividades dos TPs, vimos esta dificuldade como mais um desafio a ser superado.
Iniciamos nossa aula com um debate sobre a norma culta e o que os professores achavam desse ensino em sala, após os professores fizeram um fizeram comentários e apresentaram os trabalhos das duas últimas unidades. Os cursistas relataram sobre os avançandos trabalhados em sala de aula e apresentaram aos colegas, pontuando os acertos e dificuldades enfrentando dentro de sala e esse momento serviu de aprimoramento para todos.
Em sequencia, foi feito pelo formador uma oficina tendo como proposta de atividade a leitura e produção de textos, um texto do AA2 e fizemos a análise lingüística, o texto tinha característica importante, pois os cursistas teriam de pontuá-los conforme a norma gramatical.
Para finalizarmos nosso encontro os cursistas produziram um texto nominal, com o objetivo de detectar possíveis dificuldades dos alunos.

REFLEXÃO

O encontro serviu para nos orientar quanto às dificuldades dos nossos alunos e nos deu material para trabalhar oficinas em sala de aula que ajuda a esclarecer dúvidas dos nossos educandos.

RELATÓRIO DO 8º ENCONTRO – TP1

RELATÓRIO DO 8º ENCONTRO – TP1

Neste último encontro do TP1, fizemos um debate do que seria variações lingüísticas e qual a importância disso no cotidiano de cada atuante da língua.
Levamos para o encontro varias piadas de regiões diferentes, dividimos os cursistas em grupos e os mesmos fizeram a interpretação de algumas regiões em forma de teatro.
Finalizamos nosso encontro com as oficinas apresentadas pelos cursistas das unidades anteriores e um balanço do projeto.

REFLEXÃO

Fizemos uma reflexão e trocamos experiências dos pontos positivos e negativos do nosso projeto e o que poderia melhorar para os próximos que fossemos desenvolver, reflexões estas que foram muito válidas até mesmo para a concretização do nosso projeto.

RELATÓRIO DO 9° ENCONTRO – TP2

RELATÓRIO DO 9° ENCONTRO – TP2

Como de costume nossos encontros servem sempre para esclarecer nossas dificuldades. Nosso objetivo foi rever e sistematizar as informações que a unidade irá nos proporcionar desenvolvendo a leitura, a releitura e a produção de texto dos cursistas.
No primeiro momento da oficina fizemos uma discussão para esclarecer o que seria arte e linguagem, logo após fizemos uma oficina com musicas e a arte de imitar, levamos para sala vários nomes de propagandas de TV, fizemos grupos para disputa e cada grupo fez sua releitura para que o outro descobrisse. Fizemos também uma oficina com musica e arte, atividade de adivinhar qual é o texto seguinte da música, e retiramos várias figuras de linguagem.
Finalizamos nosso encontro com uma análise da importância da linguagem figurada nos textos e a apresentação dos cursistas da unidade anterior.

REFLEXÃO

Após o estudo do TP2 percebemos o quanto é importante trabalhar a arte em sala de aula com nossos alunos e concluímos pelos trabalhos de releitura dos mesmos o quanto estes estudos nos fazem bem e nos direciona em nossas aulas.

Releitura de textos

RELATÓRIO DO 10º ENCONTRO – TP2

RELATÓRIO DO 10º ENCONTRO – TP2

Nessas unidades, fizemos um trabalho especial, pois trabalhamos as quatro unidades dentro do nosso projeto.
Usamos como trabalho as questões como dialetos, registros, norma culta, modalidades de língua, linguagem literária, paráfrases, paródias, trava-línguas, provérbios e outros. Tivemos uma experiência significante, pois percebemos as habilidades que nossos alunos tem na arte de produzir. As oficinas apresentadas nos encontros ficaram expostas para a comunidade, fizemos um paralelo com todos os TPs e tivemos a oportunidade de trabalhar com nossos alunos vários temas que proporcionaram um melhor aprendizado. Finalizamos com a exposição, teatro, declamação, danças de rua e várias outras atividades culturais.

REFLEXÃO

Percebemos o quanto é importante este trabalho em conjunto, pois o mesmo possibilita a troca de experiência.

RELATÓRIO DO 11° ENCONTRO – TP6

RELATÓRIO DO 11° ENCONTRO – TP6

O último TP no traz uma discussão sobre a argumentação na linguagem. Iniciamos o encontro fazendo uma reflexão sobre as práticas de escrita, leitura e a organização textual que tem por finalidade convencer ou persuadir o interlocutor a respeito de alguma idéia ou comportamento.
Em seguida, iniciei as oficinas que seriam propostas para aquele dia.
Em grupo os cursistas receberam sugestões de teste onde teriam que fazer a defesa, tais como: propaganda, venda de imóveis, anúncios, etc., e desses tópicos teriam que montar um texto usando a argumentação para vender seu produto, no final foram à frente e fizeram a propaganda de seus produtos. Outra oficina oferecida aos cursistas foi à produção textual que ocorreu da seguinte forma: foram selecionadas várias imagens de revistas para recortar, depois da escolha fizemos um circulo e cada cursista recebeu uma imagem para colaborar com o texto, para que sua imagem fizesse parte da história ele teria que encaixá-la na mesma, mas sem perder o sentido do que estava sendo contado. Eu como formadora ofereci dicas durante as oficinas para que os cursistas desenvolvessem um bom trabalho.

REFLEXÃO

O encontro serviu como embasamento para trabalharem em sala de aula, nosso objetivo foi atingido, pois as oficinas nos trouxeram novidades e aprendemos algo novo que os textos nos possibilitaram.

Arte de argumentar, Produção de anúncios.

ANALISE DA EXPERIÊNCIA COM PROJETOS

ANALISE DA EXPERIÊNCIA COM PROJETOS

O trabalho com projetos foi importante para o nosso desenvolvimento no gestar, pois o programa tem muito a ver com o contexto cultural em que vivemos, foi gratificante ver a variedade de atividades que foram propostas nos projetos.
Percebemos a importância de se trabalhar em grupos como forma de organizar informações. Os cursistas não tiveram dificuldades na elaboração do projeto, pois todos trabalham em sala de aula e estão acostumados a desenvolver projetos semelhantes.

Projeto

PROJETO RODA DE LEITURA

Tema: Nossa Vida, Nossa Escola.
Problemática: As diversas dificuldades que os alunos têm apresentado em relação a:
 Leitura e mesmo a aproximação desta,
 Assimilar conceitos territoriais geográficos;
 Aplicação prática de conceitos geométricos;
 Diferenciar os mais diversificados tipos de textos existentes;
 Conhecer a história local montando uma retrospectiva histórica através de uma linha do tempo não só em relação ao município em que vivem, mas em relação à escola em que estudam.
 Estar sempre lembrando e conscientizando das questões ambientais;
 Acesso às informações.
Estes entre outros aspectos é que tornaram necessários e relevantes os estudos nos respectivos conteúdos para uma maior aproximação da realidade e para que as devidas dificuldades fossem superadas.

Fundamentação teórica:
A idéia do projeto “Roda de Leitura” surgiu a partir da formação continuada de docentes realizadas com professores da rede municipal de ensino em Dezembro de 2005 a janeiro de 2006, onde se discutia a precariedade de leitura vivenciada na realidade escolar.
O projeto acontece na instituição desde março de 2006 (1°ano de execução), sendo trabalhado no decorrer de todo o ano letivo e sua culminância normalmente ocorre entre os meses de setembro e outubro, com a exposição de todos os trabalhos realizados pelos alunos no desenrolar do projeto.

Objetivos:
 Objetivo Geral
Estimular o hábito de leitura de professores e alunos nas escolas da Rede Municipal, desenvolvendo habilidades em todas as áreas de conhecimento, visando a aplicabilidade das teorias do Gestar II (Língua Portuguesa e Matemática) estudadas em sala de aula.
 Objetivos Específicos
 Formar professores leitores multiplicadores;
 Estimular o gosto pela leitura;
 Propiciar um trabalho educacional de caráter lúdico e prazeroso, privilegiado pela leitura;
 Desenvolver diferentes práticas pedagógicas que enriqueçam o trabalho com a leitura;
 Melhorar o desempenho dos professores em sala de aula;
 Promover a interação entre as atividades do projeto com a comunidade em geral;
 Incrementar a participação de parceiros locais nacionais com a finalidade de sustentabilidade e disseminação do projeto;
 Incentivar a preservação do meio;
 Conhecer sua historia;
 Aplicar conhecimentos matemáticos e geográficos na construção de maquetes;
 Proporcionar interação entre alunos, professores e comunidade.

Metodologia:
 1º Passo: O projeto terá início com a abertura, realizada pelos professores com meio de conscientização e sensibilidade da importância da leitura através de oficinas trabalhadas com os alunos em sala de aula.
 2º Passo: As atividades serão desenvolvidas desde a Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental.
 3º Passo: Confecção de maquetes, trabalhos manuais e manuscritos elaborados pelos alunos, trabalhos com diferentes tipos textuais, etc.
 4º Passo: exposição dos trabalhos dos alunos e professores com apresentações em estandes, dramatizações de incentivo a leitura, etc., em estandes montados dentro da própria escola e aberto a comunidade.

Cronograma:
 1º Passo: primeira semana letiva do segundo semestre – de 10 a 14 de agosto de 2009.
 2º e 3º Passos: meses de agosto, setembro e outubro de 2009.
 4º Passo: Culminância em 09 de outubro de 2009.

Equipe de Trabalho:
o Professores:
Líliam, Helcione, Roberto, Luiza, Anita, Suely, José Avelino, Márcio, Rosaura (Matemática);
Lidiomar, Edna, Eliane, Maria Felício, Maria Dornellas, Matilde, Marisa, José Nilson, Lucinéia (Língua Portuguesa);
Sinthya, Gislaine, Vânia (Geografia);
Maria Aparecida, Marcilene Rosa (História);
Welesson, Rosilene (Ciências e Educação Física);
Evandro (Língua Estrangeira);
Almira, Rosimar (Artes e Literatura);
Luciana (Informática);
Educação Infantil e Anos Iniciais do ensino Fundamental.
o Atribuições:
- Educação Infantil e Anos iniciais do Ensino Fundamental: Trabalharão com os alunos as questões ambientais como reciclagem, sucatas, a questão histórica do município, entre outros.
- Anos Finais do ensino Fundamental: Trabalhara com os alunos temas diversificados, voltados para a leitura, espaços geográficos, aplicabilidade da geometria através de polígonos, poliedros, e relações com triângulos, construção de linhas do tempo e pesquisas de modo geral.
o Língua Portuguesa:
- Desenvolver a capacidade do aluno de produzir e interpretar textos orais e escritos. Através deste projeto será desenvolvido um trabalho com diversidade textual e com intertextualidade, estudando e relacionando tex¬tos de diferentes tipos (verbais e não-verbais, literários, informativos, poéticos, publi¬citários, humorísticos, opinativos, etc.) e gêneros (contos, lendas, fabulas, noticias, reportagens, editoriais, etc.).

o Matemática:
- Desenvolver a capacidade de visualização de coisas e objetos, assim como saber resolver situações problemas que envolvam a geometria de forma articulada e criativa, para o desenvolvimento de tal trabalho serão construídas maquetes, utilizando-se de dobraduras e construção de poliedros com formas poligonais diversas e a utilização de relações métricas do triangulo retângulo, com respeito a proporcionalidade, e o teorema de Pitágoras.

Avaliação:
A avaliação será feita no cotidiano dos alunos, no desempenho de cada um, na participação efetiva das oficinas e elaboração de trabalho, no desenvolver e superação das dificuldades, no interesse e na apresentação final do trabalho que será sua culminância.

Projeto Roda de Leitura - EMWB

Projeto Roda de Leitura - EMWB

Aquarela Literária – EMDJMP

Aquarela Literária – EMDJMP

Projeto de Leitura “Ler é Viver” - EMFMG

Projeto de Leitura “Ler é Viver” - EMFMG

Projeto de Leitura Ciranda das Letras - Tema: “Memórias” – EMSSB

Projeto de Leitura Ciranda das Letras  - Tema: “Memórias” – EMSSB

Visitas

As visitas foram realizadas quinzenalmente, procurando atender os cursistas individualmente em suas necessidades. As mesmas ocorreram nas seguintes datas: 23 de abril, 07 de maio, 21 de maio, 09 de junho, 25 de junho, 09 de julho e 13 de agosto.
O principal objetivo foi verificar o andamento da implantação do programa do gestar nas escolas e tirar duvidas dos cursistas em relação a alguma atividade ou questão dos TPs e dos deveres de casa, assim como também orientá-los individualmente.
As visitas tinham uma duração de uma hora e meia em cada escola e procurou-se tirar o máximo de proveito em todas elas. Nestas, também foram tratados assuntos como a elaboração do projeto, a elaboração da avaliação diagnostica - que a principio não nos foi informado que seria enviada para nós formadores e por este motivo elaboramos e aplicamos uma, foi tratado também nos encontros à entrega de material de apoio aos cursistas para que pudessem estar agindo junto aos seus alunos.
No decorrer dos meses de setembro e outubro, as visitas foram direcionadas à execução do projeto, como, por exemplo, sugestões de atividades para serem trabalhadas com os alunos para serem apresentadas no dia da culminância do projeto.
A culminância do projeto foi realizada em dias diferentes, e/ou, horários diferentes, com a finalidade de proporcionar um intercâmbio entre os alunos das escolas, que ficam localizadas em distritos diferentes, tendo obedecido a seguinte ordem:
 09/10/2009 » de 08:00 as 12:00 horas – Escola Municipal Waldemiro Barrel - “Nossa Vida, Nossa Escola”; de 15:00 as 19:00 horas – Escola Municipal Dom José Maria Pires. “Aquarela Literária”
 12/11/2009 » de 08:00 as 12:00 horas – Escola Municipal Professora Francisca Godoy. “Ler...
 13/11/2009 » de 08:00 as 12:00 horas – Escola Municipal São Sebastião do Baixio. “Memórias”
Enfim, todos os encontros foram válidos e serviram como troca de experiência, uma vez que a formadora também executava as atividades com seus alunos.
Nenhuma postagem.
Nenhuma postagem.